Concursos e Empregos

Janete Ismael anuncia concurso com 20 vagas para promotor

Procuradora-geral diz que Ministério Público da Paraíba tem defasagem de 68 cargos, mas que previsão orçamentária só permite contratação de 20 promotores em 2009.




Janete Ismael anuncia concurso com 20 vagas para promotor
Janete Ismael promete concurso para contratar 20 novos promotores

Phelipe Caldas

A procuradora-geral de Justiça, Janete Ismael, declarou no final da tarde desta segunda-feira (12) que o Ministério Público da Paraíba deverá realizar ao longo de 2009 concurso público com vagas para 20 novos promotores estaduais. Ela admitiu que a instituição tem hoje uma defasagem de 68 promotores, mas que a previsão orçamentária só permite que este limitado número seja preenchido.

“Sabemos de nossas demandas e de nossas necessidades, mas estamos fazendo o possível. Continuaremos com uma defasagem de 48 promotores, mas estes 20 novos profissionais a serem contratados neste ano ajudará em muito a atividade do Ministério Público da Paraíba”, declarou a procuradora-geral.

Mesmo com um orçamento de R$ 133 milhões, Janete diz que atualmente o Ministério Público gasta apenas em folha de pessoal R$ 114 milhões, isto já contando os futuros promotores. “Com gastos assim ficamos impossibilitados de contratar mais gente”, admitiu.

Apesar da promessa de concurso, contudo, Janete diz que as provas não serão realizadas antes do segundo semestre. “Entre março e abril devemos lançar o edital, depois tem o período de inscrição, de forma que as provas só devem acontecer depois de julho”, explicou.

Janete Ismael disse também que existe uma mobilização nacional entre os procuradores-gerais dos demais Estados brasileiros, para que o Congresso Nacional vote o aumento do percentual que os MPs têm direito com relação ao orçamento estadual, que hoje é de 2%.

E apesar de concordar que o projeto seria importante para a saúde financeira da instituição, ela diz que este é um projeto muito difícil de se aprovar: “Aumentar nosso percentual significa cortar gastos de alguém, e todos nós sabemos que ninguém vai querer assumir estes cortes”.

Improbidade administrativa – A procuradora-geral de justiça da Paraíba, Janete Ismael, falou também sobre a Comissão de Combate à Improbidade Administrativa, que foi criada para investigar os prefeitos suspeitos de cometer este tipo de irregularidade. Ela garantiu que as investigações prosseguem, e que o Ministério Público irá encaminhar as denúncias à justiça tão logo as investigações vá sendo concluídas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.