Ciência e Tecnologia

Novas mídias ganham força com a chegada da TV digital no Estado

Aliado à altíssima resolução de som e de imagem seis vezes maior que no sistema analógico atual, a era digital já possibilita novos recursos como a mobilidade e portabilidade.




Jean Gregório
Do Jornal Paraíba

Quem não gostaria de assistir aos seus programas de TV favoritos ou a um jogo de futebol imperdível enquanto espera o filho na porta da escola, aguarda na fila de um banco ou ainda quando está preso em um congestionamento no trânsito da Epitácio Pessoa na hora do rush? Com a TV digital isso já é possível. Aliado à altíssima resolução de som e de imagem que ganha uma qualidade até seis vezes mais sobre o sistema analógico atual, a era digital já possibilita novos recursos como a mobilidade e a portabilidade.

Já estão disponíveis no mercado uma série de novas mídias e equipamentos e dispositivos de recepção portáteis como minitelevisores, celulares e TVs de bolso, além de pen TVs para computadores, que permitirão que as pessoas assistam à TV em locais que hoje são pouco habituais como dentro de ônibus e praias, acrescida ainda da qualidade digital, livre de fantasmas, chuviscos e interferências ainda comuns quando são sintonizados no sistemaa analógico.

O professor do curso de Telecomunicações do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Joabson Nogueira, prevê não apenas “o Natal da TV digital” este ano, mas também que esses aparelhos em miniatura deverão ganhar a preferência no mercado nos próximos anos devido à mobilidade e atratividade que foi criada com as novas tecnologias. “Com a chegada antecipada na Grande João Pessoa da TV digital, o mercado se volta para a compra desses novos aparelhos, principalmente nas datas comemorativas”, revela.

Nas transmissões dos jogos de futebol da Rede Globo, os repórteres de campo têm divulgado a chegada da portabilidade e mobilidade desses novos aparelhos ao reprisar gols e os principais lances junto aos jogadores no intervalo do primeiro para o segundo tempo das partidas. “Com o aumento da procura por novas mídias portáteis, os preços desses aparelhos tendem a cair e se popularizar nos próximos anos”, espera.

Apesar das miniTVs encantarem, Joabson Nogueira acredita que os aparelhos com receptor digital e celular deverão largar na frente entre as opções. “Acoplada ao celular, a função de TV com receptor digital irá ganhar não apenas a preferência dos consumidores nas próximas compras por agregar valor da mobilidade e portabilidade, mas tornará o celular um coadjuvante entre as funções disponíveis no aparelho”, avalia. Ele acrescenta que outra vantagem da recepção nesses aparelhos é que a transmissão digital continuará gratuita, por ser o único meio de entretenimento livre e aberto do país.

Entre os amantes de carros, televisão e tecnologia, as miniTVs deverão também ser uma das sensações do mercado. Entretanto, o professor alerta aos motoristas sobre o respeito às leis de trânsito. “É preciso atenção ao que diz a legislação para evitar problemas”, frisou. Segundo a legislação, a TV é permitida, desde que o equipamento se desligue automaticamente quando o veículo estiver em movimento.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.