Brasil

Para Lula, país vai cumprir metas da ONU antes de 2015

Presidente afirmou nesta segunda-feira (7) que vai conseguir reduzir desnutrição e mortalidade infantil antes mesmo de 2015.




Da Redação
Com informações da Agência Brasil

O Brasil vai atingir as Metas do Milênio, estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU), no que diz respeito à desnutrição e à mortalidade infantil antes de 2015. A afirmação foi feita pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, que ainda elogiou os índices divulgados na última quinta-feira (3) na Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde 2006 (PNDS-2006), financiada pelo Ministério da Saúde.

“O Brasil está preparado. Temos programa, financiamento, transferência de renda e isso tudo é um sucesso extraordinário para reduzir a mortalidade infantil em 44% e a desnutrição infantil em 4%. No Nordeste, a desnutrição caiu 74%”, comentou.

Em seu programa semanal “Café com o Presidente”, Lula atribuiu os resultados da pesquisa a medidas como a ampliação do acesso à água tratada e ao saneamento, além da ampliação do acesso à saúde pública, sobretudo em atendimentos como o pré-natal, a atenção ao parto e a vacinação.

De acordo com a pesquisa, o percentual de mulheres que não se submetem a exames pré-natal caiu na zona rural de 31,9% em 1996 para 3,6% em 2006 e, na zona urbana, de 8,6% para 0,8%, no mesmo período.

No entanto, apenas 77% das gestantes realizaram pelo menos seis consultas pré-natais – conforme estabelecido pelo Ministério da Saúde. A região com resultado mais insatisfatório foi a Norte, com 61% dos casos. Lá também registrou-se o maior índice de grávidas que não se submeteram a nenhuma consulta: 3,9%.

“Acho que o século XXI é o século em que o pobre precisa deixar de ser muito pobre e virar cidadão, ter direito à moradia, à educação, a comer três vezes ao dia, a ter acesso ao lazer, à cultura. Estou convencido que nós estamos no caminho certo”, explicou o presidente da República.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.