Brasil

Jovem é preso acusado de tráfico internacional de entorpecentes

Adolescente levava cerca de 48 mil comprimidos de ecstasy em bagagem. Droga foi detectada por raio-x do aeroporto. 




Um jovem de 19 anos foi preso na última quarta-feira, em Salvador, com 48 mil comprimidos de ecstasy. A droga foi encontrada em sua bagagem quando passava no sistema de raio-x do aeroporto. Essa é a maior apreensão da droga feita na Bahia.

Foram encontradas ainda 992 gramas da substância MDMA (quantidade suficiente para produzir, ao menos, 8.000 comprimidos, segundo a Polícia Federal) e 40 cartelas de LSD, totalizando 19.988 micropontos.

De acordo com o delegado da PF, Maurício Salim, as investigações indicam que o material seria entregue a um traficante para abastecer a região Nordeste.

O nome do detido não foi revelado. Ele é de Natal e foi preso em flagrante por suspeita de tráfico internacional de entorpecente.

A pena para esse tipo de crime varia de cinco a 15 anos de reclusão, além de multa a ser estipulada pela Justiça. O jovem foi transferido para o Sistema Prisional de Salvador e ficará à disposição da Justiça Federal.

Ele desembarcou em Salvador em um voo que partiu de Bruxelas, na Bélgica, e fez conexão em Portugal. O entorpecente estava dentro de uma mala, envolto em folha de papel carbono e plástico.

DEPOIMENTO
Em depoimento, segundo a PF, o rapaz disse que recebeu a mala com a droga em Praga, na República Tcheca.

Ele disse ter sido induzido a viajar à Europa e transportar o material como meio de pagar uma dívida feita após gastos com entorpecentes em festas de música eletrônica em Natal. “Ele viajou pela Europa entre os dias 13 e 27 de julho. Tudo indica que é uma rede de tráfico com ramificações no Brasil”, disse Salim.

O rapaz mora com os pais e está matriculado em um curso preparatório para pilotos de avião. Ele ligou para família e pediu que acionassem um advogado. O caso foi levado à Defensoria Pública, que irá acompanhar o jovem.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.