Brasil

José Alencar vai fazer outra quimioterapia

A descoberta foi feita após exames realizados na última terça-feira, em São Paulo.



Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Da Agência Brasil

O presidente da República em exercício, José Alencar, informou no sábado (26) que um tumor maligno na região abdominal, que ele vem tratando desde 2006, reapareceu e vai exigir novo tratamento quimioterápico, em agosto. A descoberta foi feita após exames realizados na última terça-feira, em São Paulo.

Alencar afirmou que não irá se afastar do trabalho para se tratar, ao ser questionado sobre a possibilidade de tirar uma licença. “De forma alguma”, respondeu ao desembarcar na Base Aérea de Brasília. E completou: “Acho que o trabalho até tem me ajudado, porque há muito tempo eu venho enfrentando este caso e nunca parei de trabalhar”.

O tratamento será realizado em São Paulo com um remédio espanhol chamado Yondelis, que Alencar afirma ter tido sucesso no combate a tumores do tipo sarcoma. Bem-humorado, ele falou sobre os efeitos colaterais. “Vocês já me viram careca algumas vezes, não já? Vão tornar a ver, e tem muitas moças que gostaram quando eu era careca”.

O presidente em exercício não descartou a hipótese de realizar nova cirurgia caso o remédio não dê o resultado esperado, mas demonstrou otimismo. “Nós estamos muito esperançosos e com muita fé”.

Em 2007, José Alencar passou por uma cirurgia para retirar um tumor no abdôme e se internou por algumas vezes no Hospital Sírio-Libanês para se submeter a quimioterapia.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.