Vida Urbana

Um em cada cem bebês que nascem na Paraíba são filhos de mães de até 14 anos

Unicef se reúne com gestores de 169 cidades para discutir saúde de crianças e adolescentes.




Segundo Ministério da Saúde, 10 mil bebês paraibanos nascem anualmente filhos de mães entre 15 e 19 anos.

Um em cada cem bebês que nascem na Paraíba são filhos de mães que não têm mais do que 14 anos, de acordo com dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc). Outros 17 bebês nascem de mães com idade entre 15 e 19 anos, fazendo com que o número de filhos de adolescentes na Paraíba chegue a 10 mil crianças por ano.

Estes dados são apenas parte da pauta dos encontros que o Unicef realiza esta semana com gestores de saúde de 169 municípios paraibanos justamente para discutir questões relacionadas a crianças e adolescentes. Os eventos acontecem em Campina Grande, a partir da terça-feira (22), e Pombal, a partir da quinta (24). A proposta é discutir melhoria de políticas públicas de saúde para crianças e adolescentes no estado.

Os dados destacados pelo Unicef mostram outros problemas. Uma em cada dez crianças paraibanas está acima do peso, de acordo o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan). São 29 mil meninos e meninas nesta condição na Paraíba. O índice de 10% é superior à média nacional, de 7,5%. No outro extremo da obesidade, 3,2% das crianças paraibanas estão abaixo do peso esperado.

Em alguns dados, a Paraíba está melhor que a média nacional: 96% das crianças de um ano já recebeu a vacina tríplice viral D1 e o estado investiga 94% dos 717 óbitos infantis registrados em 2018 no estado. Além disso, 89% das grávidas com sífilis fizeram o tratamento adequado, evitando a contaminação dos filhos.

Encontros com gestores

A pauta dos encontros inclui estratégias para interiorização de crianças e adolescentes migrantes, além de iniciativas de desenvolvimento integral da primeira infância, de melhoria do estado nutricional, a partir da prevenção da desnutrição ou do peso alto em meninas e meninos, de garantia dos direitos sexuais e direitos reprodutivos dos adolescentes, entre outros.

No encontro, as equipes do UNICEF apresentam metodologias e material de apoio, e os participantes avaliam estudos de caso visando compartilhar suas experiências e buscar melhorias das políticas públicas. 

Selo Unicef

A Paraíba é um dos 18 estados com municípios participantes do Selo Unicef, distribuídos na Amazônia e no Semiárido. São 1.924 municípios que assumiram o compromisso de implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.