Vida Urbana

Suspeitos de explosão de caixa eletrônico na sede da STTP são presos

Segundo Polícia Civil potiguar, grupo atuava em três estados do Nordeste.



Divulgação/Polícia Civil
Divulgação/Polícia Civil
Dinheiro saqueado dos caixas eletrônicos foi encontrado na ação policial

Um grupo suspeito de envolvimento na explosão do caixa eletrônico na sede da Superintendência de Trânsito e Transporte Público de Campina Grande (STTP), no dia 19 de setembro, foi preso na sexta-feira (22) no Rio Grande do Norte. Segundo a Polícia Civil, potiguar os criminosos atuavam em três estados da região Nordeste.

Na operação, denominada Marco Zero, foram presos oito homens e uma mulher. Drogas e armas também foram apreendidas. “O grupo atuava de forma integrada e planejada, utilizando material explosivo, forte armamento, e veículos clonados, atuando nos estados do Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba”, afirmou o delegado Odilon Teodósio, titular da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor).

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte afirma que o grupo é responsável por oito ações contra bancos, entre os meses de abril e setembro. Na Paraíba, além da explosão na sede da STTP, eles também atacaram um agência bancária em Belém, no Agreste do estado.

Durante o cumprimento dos mandados de prisão na casa de um dos suspeitos, foram encontrados uma pistola, crack, maconha, além de um veículo clonado. Em outra, um fuzil, dinheiro, celulares, e uma identidade falsa. Nesta segunda residência, houve confronto com os policiais e um suspeito acabou ferido e depois socorrido ao hospital.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.