Vida Urbana

Suspeito de matar esposa e simular afogamento é encontrado morto em cela do Roger

Homem que provocou acidente com morte também morreu no presídio.




Um homem suspeito de matar a companheira e simular um afogamento, em agosto de 2018, em João Pessoa, foi encontrado morto dentro de uma cela, na Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, o presídio do Roger, neste domingo (21). De acordo com a Polícia Civil, Vinícius Gabriel estava sozinho na cela e foi achado com um lençol amarrado no pescoço. Ele estava preso desde setembro do ano passado.

Segundo a polícia, ao lado do corpo, Vinícius deixou um bilhete dizendo que era inocente e que não havia matado a esposa.

De acordo com a Polícia Civil, uma das suspeitas é de que o caso esteja ligado a um seguro de vida de cerca de R$ 400 mil, uma vez que, aproximadamente duas horas após o corpo da vítima ter sido encontrado, Vinícius já havia ligado para a seguradora.

Exames concluíram que Natália Donato, de 28 anos, sofreu uma pancada na cabeça antes de morrer. Quando o corpo dela foi encontrado, Vinícius contou à polícia que a correnteza do mar estava muito forte e que ainda tentou tirá-la da água, mas não conseguiu. O corpo foi encontrado a cerca de dois quilômetros do local onde ela havia desaparecido.

Câmeras de Segurança flagraram momento do acidente

Outra morte

Um outra morte foi registrada no Roger no domingo. Suspeito de provocar um acidente, no bairro de Cruz das Armas, que terminou tirando a vida de um motoqueiro, José Tadeu da Mota, de 35 anos, morreu em uma cela próxima a de Vinícius. Tadeu tinha chegado ao presídio na sexta-feira (19).

As equipes do presídio do Roger acionaram o atendimento médico porque o detento estava passando mal. No entanto, ele não resistiu e morreu antes do socorro médico. Conforme a Polícia Civil, José Tadeu apresentava problemas de pressão alta quando chegou ao Roger.

No acidente que o levou à prisão, o carro dirigido por José Tadeu ultrapassou o canteiro central, entrou na faixa contrária e bateu no motoqueiro, que morreu no local. Um vídeo registrado por câmeras de segurança mostraram o momento do acidente.

Sindicância

A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) abriu sindicância para apurar as duas mortes ocorridas na Penitenciária Flósculo da Nóbrega (Presídio do Roger), na madrugada deste domingo (21), em João Pessoa.

Segundo a secretaria, até o momento, não há nenhuma conexão entre as mortes, tendo em vista que os dois presos estavam em pavilhões distintos. A Seap aguarda os laudos periciais da Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.