Vida Urbana

Suspeito de matar empresário da Construção Civil passa por Audiência de Custódia nesta sexta-feira

O suspeito foi preso na tarde da quinta.




O jovem suspeito de assassinar empresário do ramo da Construção Civil, Arnóbio Ferreira Nunes, de 77 anos,  quando ele chegava do trabalho, em novembro de 2017, passará por processo de reconhecimento pessoal e Audiência de Custódia, nesta sexta-feira (20). A prisão foi realizada na quinta-feira (19), no bairro de Paratibe em João Pessoa. De acordo com o delegado Aldrovilli Grisi, a Polícia Civil investiga a possibilidade de latrocínio ou morte encomendada.

“No dia do crime coletamos as imagens das câmeras de vigilância e, com base nos indícios e informações recebidas no Disk Denuncia, conseguimos chegar no suspeito”, afirma o delegado. “Intensificamos as investigações sobre ele e conseguimos coletar alguns dados que o coloca na cena do crime, como a propriedade de uma moto idêntica utilizada pelo criminoso para a execução do latrocínio”, conclui.

A Polícia Civil cumpriu o mandado de prisão contra o suspeito, expedido pela 7ª Vara Criminal de João Pessoa. Segundo Aldrovilli Grisi, a polícia tem provas suficientes para reverter o mandado de prisão temporária, que possui validade de 30 dias, em prisão preventiva.

Relembre o caso

Um homem foi morto com pelo menos um tiro quando chegava à construtora onde trabalhava, no bairro de Manaíra, em João Pessoa, na manhã desta sexta-feira (24). A informação foi confirmada pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que atendeu o caso.

Familiares relataram à equipe do Samu que uma mala que estava com a vítima teria sido levada pelos agressores. Arnóbio Ferreira Nunes tinha 77 anos e era sócio da construtora.

Uma câmera de segurança da empresa flagrou o momento do crime, que durou cerca de um minuto. O empresário chega de carro com um motorista, eles estacionam, a vítima abre a porta do veículo e é abordado por um homem de moto, que chega por trás do carro. O motociclista saca a arma, aponta para o motorista, que coloca um objeto no banco, segue na direção da porta do passageiro, onde estava o empresário, e atira. O motorista foge e chega a ficar na mira do motociclista. O atirador foge em seguida com o objeto que o motorista do empresário tinha deixado no banco do carro.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.