Vida Urbana

Suspeito de matar ator no Centro Histórico de João Pessoa é preso

Segundo a PM, homem é morador de rua. Crime aconteceu na madrugada de domingo (6).




O suspeito de matar o ator Simão de Almeida, de 30 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (8) no Centro de João Pessoa. Segundo a Polícia Militar, ele tem 29 anos e é morador de rua. O latrocínio, roubo seguido de morte, que vitimou o ator aconteceu na madrugada do domingo (6) no Centro Histórico de João Pessoa.

De acordo com a PM, o suspeito vai ser apresentado ao delegado que está investigando o caso, Ademir Fernandes, na Delegacia de Homicídios. O homem já tem passagem pela polícia. Um outro homem, que estava com ele no momento da prisão, também foi levado para ser ouvido.

Simão Cunha foi assassinado com golpes de faca após sair de um bar no Centro Histórico. O delegado Ademir Fernandes disse ao portal G1 que um amigo que estava com o ator relatou que ele reagiu à abordagem de um assaltante e entrou em luta corporal. “Simão foi ferido pelas facadas nas costas e caiu. O amigo correu e o assaltante foi atrás do outro rapaz. Pediu que ele entregasse a carteira e o celular, mas um outro homem que passou pelo local avistou o crime e jogou pedras, afastando o assaltante”, disse.

A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (samu) e levado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ainda na madrugada.

Simão atuou em companhias de teatro de Campina Grande e trabalhou como professor de teatro infantil no Teatro Santa Roza, na capital paraibana. Atualmente ele fazia mestrado na Bahia.

O corpo do ator foi enterrado na tarde de segunda-feira (7) em um cemitério de Campina Grande.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.