Vida Urbana

Suspeito de atropelar família em calçada de Areia se apresenta à polícia

Além dele, o acompanhante, que também é proprietário do veículo, também se apresentou nesta quinta (3). Duas pessoas morreram no local, e uma criança teve morte cerebral.




Veículo após acidente em Areia, no Brejo da PB — Foto: Reprodução/TV Paraíba

O motorista que teria atropelado cinco pessoas numa calçada em Areia, Brejo paraibano, no último dia 22, se apresentou na Central de Polícia Civil de Campina Grande, na manhã desta quinta-feira (3). Alíson Teixeira de Sobral, condutor do veículo, e Antônio José da Silva, que estava no banco do passageiro, eram considerados foragidos desde a última terça-feira (02).

Conforme o depoimento da defesa dos suspeitos, apenas o proprietário do veículo, que estaria no banco do passageiro, havia ingerido bebida alcoólica na noite do crime. A defesa ainda alegou que o condutor do veículo, Alíson Teixeira de Sobral, não possui Carteira Nacional de Habilitação, no entanto, o dono do veículo não tinha conhecimento dessa informação.

A defesa também informou que o carro envolvido no crime teria apresentado uma falha técnica no momento do atropelamento, impossibilitando o motorista de recuperar o controle do carro e causando, assim, o acidente nas proporções observadas.

Após descumprirem um acordo feito com a Polícia Civil para prestar depoimento sobre o caso, na última terça-feira (1) os dois suspeitos passaram a ser considerados foragidos. A polícia suspeita que a dupla suspeita estava embriagada, e entrou com uma representação pela prisão preventiva dos dois.

Relembre o caso

O crime pelo qual Alíson Teixeira e Antônio José estão sendo investigados aconteceu na noite de 22 de setembro, em Areia. Na ocasião, cinco pessoas de uma mesma família foram atingidas pelo veículo conduzido por eles. De acordo com testemunhas, o veículo descia de uma ladeira quando perdeu o controle e atingiu ao menos três casas.

As cinco vítimas foram encaminhadas ao Hospital de Trauma de Campina Grande, mas uma mulher e uma criança faleceram na mesma noite. Outra criança, de 6 anos, teve morte cerebral quatro dias depois do acidente, e o pai e outra criança permanecem em internados com quadro de saúde considerado estável.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.