Vida Urbana

Sorteados para morar no conjunto Aluízio Campos reclamam da demora na entrega das residências

Cinco meses após sorteio, obras ainda não foram concluídas; prefeitura diz que processo está no banco.




 

Famílias aguardam entrega das residências do Aluízio Campos, em Campina Grande. (Foto: Reprodução)

 

As famílias contempladas no sorteios das moradias do Conjunto Habitacional Aluízio Campos em Campina Grande, reclamam da demora na entrega das residências. O sorteio que contemplou mais de quatro mil pessoas com uma moradia própria aconteceu no dia 31 de janeiro deste ano (2018) e até agora, mais de cinco meses depois nenhuma residência foi entregue as sorteados.

Com a demora na entrega das casas as famílias que precisam das moradias passam dificuldades. A dona de casa Jailma Salustino foi selecionada e ganhou uma casa no conjunto, enquanto a residência não é entregue, ela e a família moram em uma casa simples em um terreno invadido no Bairro do Serrotão. Ela conta que invadiu o terreno há cerca de um ano, porque não tinha mais condições de pagar o aluguel da casa que morava antes.

A situação de Jailma é semelhante a de Joelma Alves, a também dona de casa mora em uma casa vizinha a de Jailma, as duas esperam por suas casas no Aluízio Campos, mas até agora nem um prazo foi dado a elas. Jailma e Joelma estão correndo o risco de serem despejadas das casas que mora e vivem todo dia esperando a entrega das moradias do conjunto. “Eu moro num barraco com minha crianças e meu marido, e eles dizem que todo mês vão entregar nunca entregam, nunca tem resposta”, comentou Joelma.

Segundo o secretário de Planejamento de Campina Grande, André Agra, as famílias sorteadas estão passando por uma última etapa de análise de documentação que é feita pelo Banco do Brasil e o banco avaliou até agora, 57°% dos nomes sorteados, o que significa 2491 nomes que estão aptos para receber a moradia do Aluízio Campos.

Ainda segundo André, a partir da semana que vem essas pessoas serão chamadas para participar de uma reunião com as orientações finais sobre a entrega das casas. Os outros nomes que não forem chamados pra essa reunião serão convocados nas demais listas que serão lançadas.

Apesar dos sorteios dos nomes e da urgência que as pessoas tem de se mudar para o conjunto, as obras no Aluízio Campos não estão finalizadas. A adutora que vai abastecer as residências começou a ser construída recentemente, as creches e escolas estão no processo final das obras, mas faltam ainda todas as mobílias. A previsão da Secretaria de Planejamento é de que o conjunto habitacional seja entregue até o final do ano, mas não existe uma data exata para essa entrega.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.