Vida Urbana

Sindicalistas fecham reitoria da UEPB exigindo reajuste salarial

Eles bloquearam a entrada principal do prédio reivindicando um reajuste salarial de 8% para os servidores técnico-administrativos da instituição.




Representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior da Paraíba (Sintespb/UEPB) iniciaram na manhã dessa sexta-feira (20) um protesto em frente à Reitoria da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no campus de Bodocongó, em Campina Grande. Eles bloquearam a entrada principal do prédio reivindicando um reajuste salarial de 8% para os servidores técnico-administrativos da instituição.  A categoria está em greve desde o dia 12 de março.  
 
De acordo com presidente do Sintespb/UEPB, Severino do Ramo, o principal motivo da manifestação é mostrar às autoridades e à sociedade insatisfação da categoria por ter não ter a dada base respeitada. “Nós sabemos que a greve não é boa para gente, não é boa para os servidores, nem para os estudantes, só que ela é necessária para fazer valer nossos direitos. Por isso nós estamos aqui abertos pra negociação, mas até agora o governador não se manifestou pra dizer se vai nos receber ou não”, apontou o sindicalista. 
           
Para impedir a passagem dos funcionários, foi colocado um carro de som em frente ao portão principal de acesso ao prédio. No entanto, a assessoria da UEPB, informou que os funcionários tiveram acesso ao prédio através de uma entrada lateral. A reportagem JORNAL DA PARAÍBA tentou localizar o governo do Estado, mas não obteve retorno.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.