Vida Urbana

Sargento é expulso da PM da PB por cobrar vantagens de motoristas em blitz

Portaria de exclusão foi publicada no Diário Oficial do Estado.




Um sargento da Polícia Militar da Paraíba foi expulso da corporação por participar de uma blitz sem autorização e cobrar vantagens indevidas de motoristas, na cidade de Baía da Traição, Litoral Norte do estado. A exclusão de Fernando Soares de Lima foi publicada no Diário Oficial do Estado na quinta-feira (15).

Segundo a portaria de expulsão, assinada pelo comandante-geral da PM, coronel Euller Chaves, em setembro de 2005, o sargento participou de uma blitz de trânsito sem autorização ou conhecimento dos superiores, na estrada de acesso à praia de Baia da Traição. Ele abordava motoristas e exigia pagamento dos que estavam em situação irregulara para liberá-los.

Fernado foi alvo de uma Ação Penal Militar e acabou sendo condenado a três anos de reclusão pelo crime de concussão. A decisão foi confirmada pelo Tribunal de Justiça da Paraíba após uma apelação do militar e ela acabou transitando em julgado no ano de 2016.

“As ações praticadas pelo militar afrontaram incisivamente os preceitos legais e administrativos que regem os policiais militares da Paraíba, deixando uma marca indelével de descompasso e desrespeito às leis e regulamentos que deve observar e acatar”, diz o comandante na portaria de expulsão.

Na decisão, também ficou determinado que o comandante da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), da qual o sargento fazia parte. apreenda os armamentos do policial, a identidade militar e outros objetos que ainda estejam com ele.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.