Vida Urbana

Reitor cobra mais segurança após estupro

Em nota aberta ao secretário de Segurança Social, reitor Rômulo Polari afirma que posto policial da UFPB não é suficiente para a região.



Ascom UFPB
Ascom UFPB
Reitor Rômulo Polari

Karoline Zilah

O reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Rômulo Polari, divulgou nota na segunda-feira (3) cobrando mais policiamento no etorno do campus de João Pessoa. A nota foi dirigida ao secretário estadual de Segurança Pública, Cláudio Lima, três dias depois que uma aluna do curso de Serviço Social foi violentada sexualmente em uma mata.

De acordo com Rômulo Polari, os episódios de violência nas proximidades da UFPB estão cada vez mais frequentes. Ele lembrou que a universidade dispõe de um posto policial, mas argumentou que a estrutura já não tem efetivo suficiente para acompanhar o aumento populacional e o crescimento dos bairros vizinhos.

O reitor reivindicou também a instalação de um segundo posto policial na área do Centro de Tecnologia, onde a estudante foi surpreendida pelo assaltante, dopada e estuprada.

O tenente coronel Souza Neto, comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, informou que reforçou a segurança com equipes da Rotam nos arredores da UFPB desde sexta-feira (30), quando o crime aconteceu. Segundo ele, as investigações do Serviço de Inteligência serão concluídas em breve e já há suspeitos de envolvimento no caso.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.