Vida Urbana

Professores da UFPB são finalistas em evento internacional

Trabalho da dupla foi indicado como o melhor de 2017.



Divulgação
Divulgação
Mônica Carvalho e Raphael Abrahão são do Centro de Energias Alternativas e Renováveis

Dois professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) são finalistas de um evento internacional com uma pesquisa sobre sustentabilidade. Mônica Carvalho e Raphael Abrahão são do Centro de Energias Alternativas e Renováveis (CEAR) e foram indicados para a Associação para Avanço da Sustentabilidade na Educação Superior (AASHE) como o melhor trabalho de 2017 em conferência realizada no Texas, nos Estados Unidos.

“A AASHE é uma associação que empodera docentes, discentes e funcionários de instituições de ensino superior para serem incentivadores dos processos de inovação na sustentabilidade", disse Raphael Abrahão.

"Considerando a missão do CEAR, que foca no desenvolvimento tecnológico e científico comprometidos com soluções energeticamente mais eficientes, o reconhecimento dos nossos esforços, pela AASHE, possui grande impacto, e demonstra que nossa pesquisa vem chamando atenção”, complementou.

Para a escolha dos finalistas, foram avaliados o impacto geral do projeto, a inovação, o envolvimento das partes interessadas e a clareza, entre outros critérios. As categorias abarcam o reconhecimento a iniciativas de sustentabilidade em diferentes campos, no âmbito de projetos de graduação, de pós-graduação e de trabalhos científicos publicados.

Os docentes do CEAR foram selecionados nesse último grupo. “Dentro da categoria de trabalhos publicados, na qual fomos finalistas, não há submissão de proposta para premiação. Os trabalhos são nomeados entre os que mais se destacaram no ano em questão. Para nós, foi uma surpresa, primeiro, por sermos nomeados entre todos os artigos científicos publicados em 2017 e, depois, por sermos votados como finalistas. Nesta categoria, os finalistas já são os ganhadores”, explicou Mônica Carvalho.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.