Vida Urbana

Preso homem acusado de matar irmãos e primo em Santa Rita

Primeiro corpo executado foi encontrado no dia 10 de abril. Alguns dias depois foram encontrados os corpos dos outros familiares.




Um dos executores de um triplo homicídio que aconteceu no distrito de Odilândia, em Santa Rita, foi preso nesta terça-feira (31) pelo Núcleo de Homicídios da Polícia Civil de Santa Rita. Um dos jovens teria saído de casa com o irmão e um primo, e na mesma noite foi encontrado às margens de um rio dentro de uma granja com sinais de execução, dias depois foram encontrados os corpos do irmão e do primo.

O primeiro corpo foi encontrado no dia 10 de abril, às margens de um rio, com várias perfurações provocadas por disparos de arma de fogo. Já no dia 14, no mesmo local, foram encontrados boiando e já em estado de putrefação os corpos de mais duas vítimas, uma delas com apenas 10 anos de idade. A investigação constatou que se tratavam de dois irmãos e um primo.

A família das vítimas era natural de Mataraca, na Zona da Mata paraibana, e conforme a polícia havia se mudado com a família há 4 meses para Santa Rita. No dia em que foi encontrado o corpo do jovem, o perito criminal, Manoel Cabelo, disse que provavelmente o jovem se ajoelhou para morrer, o que caracterizaria uma execução. "Uma execução. A primeira impressão na chegada, pela posição que a vítima se encontrava, de forma agachada, dava pra entender mais ou menos que ele tivesse se ajoelhado para poder morrer", disse.

Mais informações vão ser repassadas pelo Núcleo de Homicídios na Central de Polícia, no bairro do Geisel, em João Pessoa, às 10h desta quarta-feira (1). 
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.