Vida Urbana

Preço de material de construção tem variação de até 150% em JP

Sede de Procon-JP, na avenida Pedro I, 331, Centro, disponibiliza aos consumidores a versão completa da pesquisa.




Da Redação
Com Secom-JP

O preço dos itens de material de construção pode variar em até 150%, na Capital. Foi o que constatou pesquisa realizada pelo Procon de João Pessoa entre os dias 15 e 16 deste mês em 17 estabelecimentos comerciais da cidade.

De acordo com o levantamento, a maior diferença de preço foi a do Rebocal. Nos onze depósitos pesquisados, no pacote com 20kg, o menor valor foi R$ 3 (Depósito dos Construtores, no Rangel) e o maior R$ 7,5 (Mafecol, no José Américo).

O preço do milheiro de tijolo maciço apresentou variação de 102,4%. O consumidor que estiver atento à pesquisa do Procon pode economizar até R$ 430. O menor valor do milheiro de tijolo maciço foi encontrado a R$ 420, na Comag (Geisel), e o maior a R$ 850, no depósito Mafecol (José Américo). Já o milheiro de tijolo com oito furos, da marca Cincera, apresentou a diferença de preço de R$ 20. O menor valor pesquisado foi de R$ 400 e o maior R$ 420, variação de 5%.

A pesquisa do Procon-JP também mostra que uma grande diferença no preço do tubo de esgoto de 25m, c/ 6mm (Fortlite). Entre os quatros depósitos pesquisados, foi constatado que o produto pode ser encontrado com o menor preço, R$ 8,79, no Lojão do Ferro (Ipês) e maior preço, R$ 15,78, no depósito O Mestre (Varadouro).

A pesquisa completa pode ser conferida na sede do Procon de João Pessoa, localizada na Avenida Pedro I, 331, Centro.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.