Vida Urbana

Prazo para comprovar dados do ProUni vai até esta segunda

Lista de documentos pode ser consultada na página do ProUni.



Agência Brasil
Agência Brasil
ProUni teve 1.535.042 candidatos inscritos na primeira chamada desta edição

Os candidatos pré-selecionados para receber bolsas integrais e parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até esta segunda-feira (13), para comprovar as informações prestadas durante a inscrição.

Confira a lista de documentos na página do ProUni

A exceção são os estudantes do Espírito Santo, para os quais o Ministério da Educação prorrogou o prazo até quarta-feira (15) para que não sejam prejudicados devido à situação da segurança pública no estado.

O estudante deve apresentar na instituição para a qual foi selecionado os documentos originais de identificação e de membros da família, comprovantes de residência, de conclusão do ensino médio, de rendimentos e, quando for o caso, de separação, divórcio ou morte dos pais, pagamento de pensão alimentícia, de professor da educação básica e de deficiência.

O resultado da segunda chamada será divulgado no próximo dia 20. A comprovação das informações nessa etapa será entre os dias 20 e 24 de fevereiro. O candidato que quiser participar da lista de espera poderá se manifestar entre 7 e 8 de março. Neste caso, terá os dias 13 e 14 de março para apresentar a documentação.

Inscritos

Esta edição do ProUni teve 1.535.042 candidatos inscritos na primeira chamada. Como cada um tem direito de escolher duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 2.976.550.

No total, foram ofertadas 214.242 bolsas em 13.521 cursos, distribuídos em 1.065 instituições de todo o Brasil. O número é o maior desde a criação do programa, em 2004, e representa crescimento de aproximadamente 5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram oferecidas 203.602 bolsas. Neste ano, foram registrados 7,16 candidatos por vaga.

O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (de 50%) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.