Vida Urbana

Policial militar agride estudante em Campina Grande durante atos da 'Greve Geral'

Confusão foi filmada por manifestante. Estudante disse que pediu “calma” aos policiais




Confusão aconteceu em frente a empresa de telemarketing

As manifestações em Campina Grande na manhã desta sexta-feira (14) pararam os ônibus que fazem o transporte coletivo e fecharam várias ruas da cidade. Na portaria de uma empresa de telemarketing funcionários foram impedidos de entrar no início da manhã e houve confusão. Um estudante da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que participava da mobilização, foi agredido no rosto por um policial militar.

No vídeo, o estudante aparece pedindo “calma” ao militar, mas em tom exaltado, e acaba sendo vítima de um tapa no rosto. “Eu estava pedindo calma e ele chegou e me agrediu. Todo mundo viu o que aconteceu”, comentou o estudante Mateus Henriques, que é diretor da UNE em Campina Grande e foi vítima da agressão.

 

Ver essa foto no Instagram

 

VIOLÊNCIA | Manifestante é agredido por policial em piquete na frente da empresa call center AeC. Campina Grande PB. Vídeo: Matheus Henrique.

Uma publicação compartilhada por Brasil de Fato PB (@brasildefatopb) em

O comando do 2º Batalhão da Polícia Militar informou que está analisando o caso. Por meio de uma nota, a Polícia Militar informou que a confusão aconteceu porque um dos manifestantes estava exaltado e teria discutido com o PM que aparece nas imagens.

“O policial que aparece nas imagens em discussão com o manifestante foi chamado para apresentar detalhes do fato. As imagens serão analisadas, bem como outras que chegarem, e o caso será objeto de uma apuração mais detalhada por parte da corporação”, diz a nota. O policial envolvido no caso não teve o nome divulgado.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.