Vida Urbana

Polícia registra nove homicídios nos 10 primeiros dias do ano em Campina Grande

Último homicídio registrado foi o do comerciante João Bosco, nesta quarta (10).




O assassinato do comerciante João Bosco Ferreira Júnior, de 29 anos, elevou para nove o número de homicídios, em Campina Grande, nos primeiros 10 dias de 2018. Ele foi baleado por só ter R$ 50 no momento do assalto, na noite de terça-feira (9), e levado para o Hospital de Trauma de Campina Grande, onde morreu nesta quarta-feira (10).

João Bosco foi baleado, no bairro Acácio Figueiredo. Ele estava em uma lanchonete da família, quando um homem armado chegou ao local e anunciou o assalto. De acordo com a Polícia Militar, o criminoso roubou alguns objetos da lanchonete, o celular da vítima e exigiu dinheiro.

No momento do roubo, o comerciante estava com apenas R$ 50 reais no caixa. Irritado com o baixo valor, o suspeito atirou no tórax da vítima. O homem fugiu e ainda não foi preso.

Além dos nove casos, a Polícia Civil investiga ainda a morte de um homem que faleceu depois de cair e bater a cabeça, durante uma briga em família, no Sítio Lucas. Em 2017, a Polícia registrou 153 assassinatos em Campina Grande.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.