Vida Urbana

Polícia investiga maus-tratos contra animais de rua em Patos

Dois dos animais não resistiram aos ferimentos e morreram.




Pelos menos três cachorros foram encontrados com marcas de golpes de faca no Centro da cidade de Patos, na região do Sertão da Paraíba nas últimas duas semanas, um deles achado por moradores com as patas amarradas e uma parte do corpo queimada. Os casos de maus-tratos contra animais de rua foram confirmados pela delegacia de Polícia Civil do município, que abriu um procedimento de inquérito para investigar as agressões.
 
Dos três cachorros encontrados feridos, dois não resistiram e morreram. De acordo com a delegada da Polícia Civil, Daniela Quirino, os ataques contra os animais na cidade acontecem durante o período noturno e apesar dos esforços da polícia para investigar os casos, ainda não existe nenhuma informação sobre possíveis suspeitos. “Já existia um procedimento de investigação aberto com referência última quarta-feira (16), quando dois cachorros foram achados mortos, um deles com o corpo queimado e, o último caso aconteceu nesta terça-feira (29), quando um outro cachorro foi achado esfaqueado no centro da cidade”, disse. 
 
Os casos de maus-tratos também estão sendo acompanhados pelo Ministério Público da Paraíba  (MPPB), através da promotoria de Meio Ambiente. “O ministério público também foi acionado, inclusive, encaminhou um ofício recentemente à polícia civil, pedindo a abertura de um novo inquérito, em questão da repetição do fato nas ruas e estamos trabalhando para tentar elucidar os ataques. A polícia já solicitou algumas imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos do centro da cidade e o próximo passo agora é analisar os arquivos, no sentido de identificar a existência ou não de algum ato suspeito”, ressaltou Daniela Quirino.  
 
O ato de abuso, mutilação ou maus-tratos contra animais é considerado crime com base no artigo 32 da Lei Federal nº 9605. A penalidade para quem comete o crime é de  três meses a um ano de detenção, mais a aplicação de multa.