Vida Urbana

PMCG irá demolir barracos

Segundo a Prefeitura de Campina Grande, moradores do terreno vizinho ao Ginásio ‘Meninão’ estão sendo transferidos.




A desocupação do terreno vizinho ao Ginásio O Meninão, no bairro do Dinamérica, em Campina Grande, já foi iniciado e 71 famílias foram transferidas para apartamentos no bairro das Três Irmãs, através do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’.

No próximo final de semana, uma equipe da Prefeitura Municipal (PMCG) deverá demolir os 71 barracos que haviam sido construídos para abrigar estas famílias. A expectativa é de que mais 52 famílias, que ainda estão morando no local, sejam também encaminhadas para residências próprias ou para o aluguel social.

O secretário de Planejamento do Município, Márcio Caniello, explicou que a transferência aconteceu depois de uma negociação com os moradores.

“Eram 123 famílias que haviam ocupado o espaço e inicialmente conseguimos que 71 fossem contempladas com os apartamentos no Residencial Major Veneziano. Das outras 52 famílias moradoras que ainda estão no local, 19 são catadoras e já fizemos o encaminhamento dessas pessoas para o cadastro nos programas da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap). Elas deverão ser contempladas ainda no primeiro trimestre deste ano. Pela condição destas famílias, de terem que guardar o material que recolhem, elas deverão ser direcionadas a casas”, contou.

O secretário continuou informando que as demais famílias serão encaminhadas inicialmente para o aluguel social, até que também possam ser transferidas para residências próprias, através de programas governamentais.

“Nós não vamos deixar de pagar o aluguel social, até que essas famílias sejam transferidas”, frisou. Para a catadora, Patrícia Gomes, 33 anos, existe uma grande expectativa com relação a demolição dos barracos.

“Nós estamos com medo de que no futuro, os nossos barracos sejam demolidos também. No caso da minha família, nós temos que ir para uma casa, porque se não for assim, não tenho onde guardar o material que coleto para a venda. É disso que sobrevivo”, disse ela, que possui uma renda mensal de R$ 300,00, para o sustento de três pessoas. O secretário de Planejamento informou que as demolições dos 71 barracos ocorrerão sábado e domingo.

Ele contou que as moradias que ainda estão ocupadas não serão derrubadas. Caniello explicou que a intenção da Prefeitura é oferecer condições dignas de moradia, além de iniciar o projeto de construção do Centro de Iniciação Esportiva (CIE), com recursos já assegurados pelo Ministério dos Esportes. Na próxima segunda, a Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma) fará o recolhimento dos entulhos restantes.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.