Vida Urbana

Pessoenses terão rotina alterada pelas ações de mobilidade

Projeto prevê instalação do Bus Rapid Transit. Principais corredores da cidade também sofreram intervenções.




A comerciária Maria Fernanda Dias não vê a hora do Plano da Mobilidade se tornar realidade. Todos os dias ela acorda duas horas mais cedo que o habitual, toma café e vai apressada para o ponto de ônibus, no bairro do Costa e Silva, onde reside com os pais. O percurso de Fernanda é longo. O destino é o trabalho no bairro de Manaíra. “Além da demora, o ônibus para em praticamente todos os pontos, é uma viagem mesmo. Passo mais de uma hora dentro do coletivo, que muitas vezes vem lotado”, afirmou a comerciária.

Quando o Plano de Mobilidade for implantado, a rotina de Fernanda e de centenas de pessoenses será menos estressante. Serão feitas intervenções em quatro principais corredores da cidade: Cruz das Armas, Dois de Fevereiro, Pedro II e Epitácio Pessoa. Nessas vias, haverá a faixa exclusiva para circulação de ônibus articulados e biarticulados. Toda a estrutura do transporte público será modificada com a implantação do Bus Rapid Transit (BRT). Outras intervenções serão feitas a médio e longo prazo.

A incerteza sobre o horário que o ônibus vai chegar no terminal também deve acabar. O plano inclui a tecnologia de informar ao usuário o horário exato da chegada do ônibus. Nos corredores de Cruz das Armas, Dois de Fevereiro e Pedro II serão implantados terminais de integração. Os usuários poderão pegar o ônibus convencional até os terminais, onde poderão subir nos BRTs.

O corredor de Cruz das Armas será construído próximo às Três Lagoas, que receberá os ônibus que vêm de bairros como Costa e Silva, Funcionários, Geisel e Bairro das Indústrias. A partir deste ponto, só os ônibus articulados e biarticulados circularão até o Centro, em faixas exclusivas, junto ao canteiro central, onde ficarão as estações de embarque e desembarque.

Os veículos terão prioridade nos semáforos, os quais ficarão abertos com a aproximação dos ônibus. Na faixa exclusiva, é proibida a circulação de qualquer outro veículo, pois o objetivo é tirar os ônibus dos congestionamentos e garantir ao usuário uma viagem mais rápida, conforme o Plano.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.