Vida Urbana

Paraíba tem quase 4 milhões de habitantes, diz IBGE

O país tem 206.081.432 habitantes. São Paulo é o mais populoso, com 44.749.699.




O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou nesta terça-feira (30), no "Diário Oficial da União", a estimativa da população brasileira. O país tem 206.081.432 habitantes. O estado de São Paulo é o mais populoso, com 44.749.699. O estado com a menor população é Roraima, que tem 514.229. A Paraíba tem 3.999.415 habitantes.

Nos últimos 40 anos – de 1940 para 2014 – a taxa de fecundidade do país caiu de 6,16 filhos por mulher para apenas 1,57 filhos em pouco mais de sete décadas. Por outro lado, a expectativa de vida da população aumentou 41,7 anos em pouco mais de um século. Em 1900, a expectativa de vida era de 33,7 anos, dando um salto significativo em pouco mais de 11 décadas, atingindo 75,4 anos em 2014.

Estas e outras constatações fazem parte do livro Brasil: uma visão geográfica e ambiental do início do século XXI. Segundo o IBGE, a publicação tem por objetivo "ampliar o conhecimento das alterações ocorridas no território brasileiro como resultado das transformações econômicas, demográficas, políticas e ambientais nas últimas décadas".

Dividido em nove capítulos, a obra, escrita por pesquisadores do IBGE e organizada pela geógrafa Adma Hamam de Figueiredo, aborda pontos relevantes da realidade contemporânea, reinterpretados pela análise geográfica, ao mesmo tempo em que atualiza a edição anterior, lançada em 1995.

Transformação

A abordagem é sobre a formação territorial e demográfica do país, da relação entre geografia e urbanização, da ocupação do território pela agropecuária, do desenvolvimento local e da diversidade cultural, dando maior visibilidade à formação territorial e demográfica à partir do inicio do século passado.

Os dados destacados acima fazem parte do capítulo 2 da publicação, onde os técnicos do instituto procuram traçar um breve histórico do processo demográfico, onde faz uma reflexão tanto sobre a transição da fecundidade no país nas últimas décadas quanto sobre a evolução das taxas de mortalidade e de expectativa de vida no período.

Na avaliação do IBGE, essa "radical" transformação do padrão demográfico corresponde a uma das mais importantes modificações estruturais verificadas na sociedade brasileira, com reduções na taxa de crescimento populacional (de 2,01% entre 1872 e 1890 para 1,17% entre 2000 e 2010) e alterações na estrutura etária, com crescimento mais lento no número de crianças e adolescentes (cujo percentual era de 42,6% em 1940, devendo chegar a 14,1% em 2050), paralelamente a um aumento da população em idade ativa e de pessoas idosas (4,1% em 1940, com projeção de 29,4% para 2050).


Veja abaixo a população de cada estado e do Distrito Federal, segundo o IBGE:

São Paulo: 44.749.699
Minas Gerais: 20.997.560
Rio de Janeiro: 16.635.996
Bahia: 15.276.566
Rio Grande do Sul: 11.286.500
Paraná:  11.242.720
Pernambuco: 9.410.336
Ceará: 8.963.663
Pará: 8.272.724
Maranhão: 6.954.036
Santa Catarina: 6.910.553
Goiás: 6.695.855
Amazonas: 4.001.667
Paraíba: 3.999.415
Espírito Santo: 3.973.697
Rio Grande do Norte: 3.474.998
Alagoas: 3.358.963
Mato Grosso: 3.305.531
Piauí: 3.212.180
Distrito Federal: 2.977.216
Mato Grosso do Sul: 2.682.386
Sergipe: 2.265.779
Rondônia: 1.787.279
Tocantins: 1.532.902
Acre: 816.687
Amapá: 782.295
Roraima: 514.229


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.