Vida Urbana

Paraíba registra 183 partos domiciliares em 2016, indica IBGE

Estudo revela que 90 destes partos aconteceram na capital; outras 621 crianças morreram no 1º ano de vida.




Em 2016, 183 crianças nasceram em domicílio no ano passado, 90 deles em João Pessoa, dentro de um universo de 55.530 nascidos vivos em todo o estado. Os dados são das Estatísticas do Registro Civil do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta terça-feira (14).

Pouco mais de 17% dos bebês nascidos vivos na Paraíba em 2016 eram filhos de mulheres entre 15 e 19 anos, número próximo do 18% que nasceram de mulheres entre 30 e 34 anos.

Em um ano foram registrados 568 mortes de fetos, sendo que em 417 casos a gravidez já tinha passado de 28 semanas, o que equivale aos oitavo e nono mês da gestação. Entre estes casos estão 20 bebês que eram fruto de gravidez de gêmeos.

Outras 621 crianças morreram ainda no primeiro ano de vida, com concentração nas regiões de João Pessoa e Campina Grande, onde estão foram registrados 306 destas mortes.

No ano de referência nasceram 1.476 homens a mais em relação às mulheres, com eles representando 51,35% dos nascidos vivos em 2016. A cidade com maior concentração de novas meninas foi São José do Sabugi, onde 63,64% bebês eram do sexo feminino, enquanto em coxixola, 77% dos novos bebês eram meninos.