Vida Urbana

Operação prende grupo suspeito de fraudes na venda de carros pela internet na PB

Ação em João Pessoa faz parte de uma megaoperação nacional, nomeada #PC27, para prender foragidos.




Uma operação da Polícia Civil cumpre, na manhã desta quarta-feira (24), mandados de prisão e busca e apreensão, em João Pessoa, contra um grupo suspeito de fraudes na venda de veículos pela internet. A Operação e-golpe é resultado de quatro meses de investigação. A ação faz parte de uma megaoperação nacional, nomeada #PC27, para prender foragidos da Justiça.

Conforme o delegado Marcos Vasconcelos, os suspeitos copiam o anúncio de uma outra pessoa pela internet, com valor mais barato, realizam uma interlocução com os interessados e o real vendedor do carro, criando uma história falsa, e vendem o veículo. No entanto, a vítima nunca recebe o produto da compra. A investigação envolve a venda de veículos por estelionatários na Paraíba, Goiás e Mato Grosso.

Ao todo são 19 alvos de investigação, sendo seis mandados de prisão, além de busca e apreensão de veículos e celulares dos investigados. Por volta das 8h40, quatro pessoas haviam sido presas em João Pessoa dentro da Operação e-golpe. Além disso, também houve prisão de foragidos em Itabaiana e Monteiro.

O chefe da quadrilha, em João Pessoa, é conhecido por Julio Cesat, que tem apoio de outros fraudadores conhecidos como Lucas, Benigno, Juninho e Sadan, responsáveis pelo recrutamento de pessoas para emprestarem contas bancárias, onde o dinheiro da venda dos veículos era depositado.

Conforme informações do delegado, a quadrilha tem ainda uma ramificação em Campina Grande, cujo chefe é Leandro Minervino que age de dentro do presídio do Serrotão com o apoio da ex-esposa e mais três companheiros fora da penitenciária.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.