Vida Urbana


Diagnóstico adequado do câncer aumenta chances de cura em 70%

Notícia traz impacto não só para o paciente, mas para toda a família. 




Divulgação
Divulgação
Em João Pessoa, o Instituto Ronald McDonald ajuda a Associação Donos do Amanhã

O câncer faz parte da história do paraibano Antônio Caetano de Araújo, de 5 anos. Mesmo tão jovem, ele teve que travar uma dura batalha contra uma das doenças que mais mata crianças e adolescentes. E mais: o pior do câncer é que ele adoece não só seu portador, mas toda a família. Somente no ano de 2017, estima-se a ocorrência de mais de 12.000 novos casos em crianças, adolescentes e jovens no Brasil.

O pequeno Antônio realizou seu tratamento no Hospital Napoleão Laureano. O tratamento do menino foi apoiado pelo Instituto Ronald McDonald, que financia ONGs como a Associação Donos do Amanhã e ajudou na reforma de um espaço de apoio psicossocial das crianças tratadas no Hospital.

Segundo a mãe de Antônio, Sâmia Coelho, "quando se lida com câncer, se lida com a vida e a morte, então é muito bom ter apoio psicológico e ter com quem conversar".

Atualmente, Antônio possui apenas um tumor benigno e vai ao hospital a cada três meses para acompanhamento. “Antônio é o representante de todas as crianças atendidas pelo instituto. Ele tinha tudo para não ter um prognóstico positivo, mas, graças ao projeto, teve a oportunidade de viver uma vida inteira”, relata o superintendente do Instituto Ronald McDonald, Francisco Neves.

A importância do cuidado adequado

Jovens que recebem tratamento em serviços não adequados e sem protocolos clínicos têm as chances de cura reduzidas em 30%. Para garantir que o tratamento seja bem sucedido, é importante que a doença seja identificada nos seus estágios iniciais, subindo as chances de cura para 70%. Os dados são Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope).

Uma das instituições que buscam garantir o acesso à saúde dessas crianças é o Instituto Ronald McDonald, que trabalha para fazer a cura do câncer mais viável para crianças e adolescentes de baixa renda em todo o Brasil de forma inteiramente gratuita.

Aqui na Paraíba, o instituto possui dois projetos em andamento. O primeiro se chama Atenção Integral, em que foi responsável por investir mais R$ 772 mil para reforma e construção de um espaço para o acompanhamento psicológico dentro do Hospital Napoleão Laureano, referência no tratamento de câncer da Paraíba.

O segundo projeto é apoio financeiro direcionado a ONGs que apoiam os jovens com câncer. Em João Pessoa, O Instituto Ronald McDonald ajuda a Associação Donos do Amanhã, organização responsável por acolher cerca de 220 crianças e adolescentes carentes em todo o estado e que fazem tratamento em João Pessoa.

McDia Feliz

O maior evento para arrecadar fundos para todos os projetos que o Instituto Ronald McDonald apoia é o McDia Feliz. Ele acontece no último domingo de agosto e toda a verba arrecadada com a venda do Big Mac é revertida para os projetos do Instituto. João Pessoa possui uma das maiores festas do Brasil, conseguindo, a cada ano, uma grande participação de artistas. Um dos maiores eventos do McDia Feliz é o de João Pessoa onde toda a comunidade abraça a campanha e se esforça para as crianças apoiadas pelo Instituto.