Vida Urbana


Gás de cozinha chega a custar R$ 65 em João Pessoa

 Aumento realizado nos pontos de venda é maior que o repassado pela Petrobrás. 




O preço do gás de cozinha (13 kg) ficou R$ 5 mais caro em João Pessoa, de acordo com pesquisa da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) divulgada nesta quarta-feira (13). O preço do garrafão de água de 20 litros, por sua vez, não aumentou. Os dados foram levantados entre 11 e 13 de setembro e comprovou que o menor preço do garrafão de água é R$ 6 e o maior R$ 10, enquanto os preços do gás variam entre R$ 55 e R$ 65.

 
 
O aumento constatado na pesquisa é comparado a outro levantamento do Procon realizado em 14 e 15 de agosto. De acordo com o órgão, o aumento correto deveria ser de R$ 2,44 por unidade de gás de cozinha, que foi o aumento anunciado pela Petrobras (12,2%). Os pontos de venda vão ser notificados novamente pelo aumento irregular e, caso a irregularidade continue em uma segunda pesquisa, vão ser autuados e multados.
 
Os estabelecimentos que praticam o menor preço, de R$ 55, no gás de cozinha são o Mercadinho Pontes (Jardim Planalto), Depósito do Neto (Alto do Mateus), Posto Expressão (Bessa), Posto Ale (Bairro das Indústrias) e 3G Bebida, Gás e Água (Mangabeira I).
 
Já o gás mais caro, por R$ 65, é encontrado em Hugo Gás e Unigás (Geisel), Beto Gás (Monsenhor Magno), Gravatá Gás (Valentina I), Melhor Gás (Mangabeira I), Nilda Gás (Castelo Branco) e Neto Gás (Bancários). O Procon foi em 22 estabelecimentos em 17 bairros de João Pessoa. As marcas de gás de cozinha pesquisadas foram Brasilgás, Liquigás, Supergasbras, Nacional Gás e Ultra Gás.
 
Água mineral
 
Em relação à marca do garrafão de água de 20 litros, a mais cara é a Indaiá - variando de R$ 8 a R$ 10 - enquanto Itacoatiara e Sublime variam de R$ 6 a R$ 8. Já a marca Platina é encontrada pelo preço único de R$ 6 em João Pessoa, de acordo com o Procon.