Vida Urbana


Criança de 11 anos violentada pelo padrasto dá à luz em João Pessoa

Agressor fugiu quando história foi descoberta pelo Conselho Tutelar e está foragido.




Uma criança de 11 anos deu à luz após ser violentada pelo próprio padrasto em João Pessoa. De acordo com o juiz Adhailton Lacet Porto, da Vara da Infância e da Juventude da Capital, o bebê passa bem, mas a criança teve complicações após o parto.

"A criança, mãe do bebê, teve complicações ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva logo após o parto", disse o juiz. Segundo ele, o estado de saúde da menina já é melhor e ela deve ser transferida para uma enfermaria nesta segunda-feira (11) e receber alta na terça (12).

Conforme Lacet, o Conselho Tutelar Sudeste, em João Pessoa, descobriu o caso quando a criança estava grávida de cinco meses. O padrasto, suspeito de violentar a enteada, fugiu logo após a gravidez ser descoberta e está foragido.

"A menina foi retirada do ambiente em que vivia com a mãe e o padrasto e passou aos cuidados do Conselho Tutelar e de uma ONG que a está auxiliando", explicou o juiz. "A Vara da Infância está apurando todas as responsabilidades do crime", acrescentou. Lacet informou que ainda não pode dizer se a mãe sabia ou não que a criança que engravidou estava sendo abusada.

A reportagem entrou em contato com Isabela Santos, que registrou a situação no Conselho Tutelar Sudeste. Segundo ela, o caso corre em segredo de Justiça e não é possível repassar maiores informações.

A ONG responsável pelos cuidados da criança e do bebê lançou uma campanha para arrecadar fundos nas redes sociais. Interessados em ajudar podem fazer uma doação na conta 7555-8 do Banco do Brasil, agência 1635-7, em nome da ONG Missão Restauração.