Vida Urbana


Sem impostos, litro da gasolina custaria R$ 1,53 nos postos da Paraíba

Em relação ao GLP, os tributos representam 23% do valor e se o botijão de 13kg fosse vendido sem imposto iria custar R$ 42,65.




A nova modalidade de reajustar o preço dos combustíveis adotada pela Petrobras está gerando dor de cabeça nos donos de postos de combustíveis na Paraíba. Isso porque a empresa, que é revendedora oficial do produto no país e controla o mercado nacional, decidiu mudar os valores da gasolina, do diesel e do gás de cozinha (GLP) conforme a oscilação no dólar. De acordo com o sindicato dos revendedores de combustível na Paraíba, os impostos também afetam e muito o preço dos produtos, sem eles, a gasolina, por exemplo, custaria R$ 1,53 nas bombas.

 

Com essa nova política de preços, o preço do gás de cozinha, por exemplo já aumentou 20% em apenas um mês, se somar os 12,5% de reajuste dado pela Petrobras, 4% do aumento anual e 3,5% dos impostos (PIS/Cofins). Em média o preço do botijão 13kg do GLP está custando R$ 55,00 na Paraíba e da gasolina o reajuste fez com que o preço chegasse a R$ 3,83.

 

De acordo com a política de preços adotada pela Petrobras no final de junho, que passou a vigorar no dia 3 de julho, reajustes podem ser aplicados a qualquer momento, até diariamente, desde que a variação acumulada no mês por produto esteja dentro da faixa de +7% ou -7%. Quando se atinge no mês mais de 7% ou menos de 7% de reajuste, o Grupo Executivo de Mercado e Preços da companhia se reúne e analisa se vai haver alguma correção.

 

Segundo Bruno Agra, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado da Paraíba (Sindipetro-PB), o setor já está estimando prejuízos devido a essas constantes mudanças, pois além da instabilidade nos valores, ainda tem a incidência dos impostos que no Estado representam 60% dos valores do combustíveis na bomba. “Está um samba do 'criolo doido'. Hora aumenta, hora baixa e aumenta de novo. Fica difícil para o revendedor conseguir repassar os valores exatos”, disse Bruno.

 

Ainda de acordo com o sindicato, em cada litro de gasolina comercializado no valor médio de R$ 3,83 os tributos consomem R$ 2,30. Se fosse vendida sem a incidência de impostos a gasolina custaria apenas R$ 1,53 na Paraíba. Em relação ao GLP, os tributos representam 23% do valor e se o botijão de 13kg fosse vendido sem imposto iria custar R$ 42,65.