Vida Urbana


Polícia já tem suspeito em caso de padre encontrado morto no Brejo da PB

Polícia Civil já ouviu mais de 10 testemunhas que apontam para mesmo nome. 




As investigações sobre o caso do padre Pedro Gomes Bezerra, encontrado morto na cidade de Borborema, no Brejo da Paraíba, na última quinta-feira (24), se encaminham para um suspeito de participação no crime, conforme informação do delegado da Polícia Civil, Diógenes Fernandes, responsável pelo trabalho de elucidação do crime.
 
O sacerdote foi morto com 29 facadas dentro da casa paroquial da cidade. Diógenes Fernandes disse que a Polícia Civil já ouviu mais de 10 testemunhas e que existe uma linha de investigação com o nome de um suspeito. “Já foram ouvidas mais de dez testemunhas, a maioria pessoas que conheciam o padre e sua rotina. A polícia já trabalha com a suspeita de um nome, a investigação está avançando bem neste sentido, mas por questão de não atrapalhar o processo, a divulgação não será feita”, disse. 
 
Sobre a linha de investigação do crime por latrocínio (roubo seguido de morte),  o delegado disse que a possibilidade ainda não está descartada. “Mesmo havendo outros indícios mais fortes, a polícia não descartou a possibilidade de latrocínio, uma vez que o caso ainda não está concluso”, ressaltou Diógenes Fernandes. 
 
Ainda não há informações se o suspeito teria sido convidado pelo padre para ir até sua residência, ou,  se era um hábito comum  frequentar o local. "O padre recebeu uma pessoa que entreou na casa sem nenhuma violência, não há sinais de arrombamento. Segundo testemunhas, havia conversas [na casa] por volta das 22h, conversas normais, amigáveis. Quando, de repente, se escuta barulho de móveis se mexendo, foi quando houve a luta", concluiu o delegado.