Vida Urbana


Assalto a comerciante em Cacimba de Dentro foi planejado, revela polícia

Informação foi confirmada por suspeito que participou da ação e está internado no hospital. Ele prestou depoimento à Polícia Civil nesta quarta (23). 




O quarto suspeito de envolvimento em uma tentativa de assalto que terminou com três bandidos mortos na última terça-feira (22), na cidade de Cacimba de Dentro, revelou em depoimento à Polícia Civil nesta quarta-feira (23) que o assalto ao comerciante foi planejado. 
 
Mário Nunes do Nascimento, de 22 anos, está internado no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa e foi o único sobrevivente do grupo, após a reação da vítima que atirou contra os suspeitos. Ele foi ouvido nesta tarde pelo delegado da Polícia Civil Joacil Moreira. 
 
De acordo com o delegado, o suspeito revelou que Jeferson Barbosa de Moura Melo, de 26 anos, residente em Areia, cidade distante 57 quilômetros de Cacimba de Dentro, foi o responsável por planejar a ação contra o comerciante. “O suspeito disse em depoimento que Jeferson, morto durante o roubo, havia convidado ele para realizar o assalto. O mentor da ação, segundo o suspeito, já havia realizado compras na loja do comerciante e tinha informações sobre a vítima”, revelou. 
 
A mulher que morreu durante o assalto, Karina Éllen de Farias, de idade ainda não revelada, morava com Jeferson em Areia. “O suspeito contou que encontrou o grupo na cidade de Areia e seguiu viagem para Cacimba de Dentro. Segundo ele, o assalto aconteceu dentro da casa do comerciante e só depois quando o grupo já se preparava para fugir aconteceu a reação da vítima. Um dos suspeitos ainda tentou atirar contra o comerciante, mas a arma não disparou”, disse Joacil Moreira. 
 
O outro suspeito morto durante o assalto foi Ariel Deleon Maia Cavalcante, 23 anos. O delegado da Polícia Civil revelou também que o comerciante ainda não se apresentou à polícia. A versão do suspeito que está internado será confrontada com a versão do comerciante e ao final o trabalho de investigação deve esclarecer o caso.