Vida Urbana


Homem é preso por suspeita de chefiar esquema de pirâmide em João Pessoa

Grupo aplicou golpes de mais de R$ 1 milhão através de aplicativos de apostas.




Um homem foi preso na manhã desta terça-feira (15), em João Pessoa, por suspeita de chefiar uma ramificação na capital de uma nova modalidade do golpe da pirâmide. Conforme o delegado Lucas Sá, o homem representava dois aplicativos que ofereciam lucros de até 30% ao mês com apostas em campeonatos esportivos na Bahia e já lucraram mais de R$ 1 milhão com golpes.

O suspeito foi ouvido e alegou que também seria uma vítima do golpe, apontando outros dois homens como responsáveis pelos aplicativos. Os dois já foram identificados e estão sendo procurados pela polícia. A prisão foi possível a partir da denúncia feita por vítimas, que tomaram conhecimento do esquema através de uma reportagem sobre o caso veiculada no Fantástico do domingo (13).

Os dois aplicativos são apresentados como inovadores ao oferecerem dinheiro fácil com apostas em campeonatos de futebol. Para a polícia, as duas iniciativas são novas versões para a pirâmide financeira, formando uma grande rede de investidores e prometendo lucros. Através do aplicativo, as vítimas acompanhavam seus lucros, que aumentavam, mas os valores não podiam ser sacados. Algumas vítimas pararam de aplicar dinheiro quando percebiam o golpe.

A primeira vítima a procurar a polícia revelou que entregou um carro como garantia para ser incluída no esquema, que cobrava valores médios de R$ 20 mil como investimento. Pelo menos 34 pessoas estão em um grupo de aplicativo de troca de mensagens, todas supostas vítimas do golpe.

A polícia estima que o prejuízo das vítimas pode chegar a R$ 1 milhão, já que todos os valores investidos foram bloqueados pelos organizadores do esquema e depositados na conta do homem preso nesta terça-feira.