Vida Urbana

Justiça interdita necrotério do Hospital Distrital de Itaporanga

Hospital é responsável pelo atendimento de, pelo menos, 13 municípios na região.




 

O necrotério que funciona no Hospital Distrital de Itaporanga, no Sertão paraibano, foi interditado pela Justiça através de uma decisão publicada na última quarta-feira (2), pelo juiz da 2ª Vara da Comarca de Itaporanga, Antônio Eugênio.

Na decisão, o juiz observa irregularidades relacionadas a vigilância sanitária, normas referentes ao atendimento médico, além da ausência de um mínimo de estrutura, segurança e de profissionais necessários para a integral cobertura do funcionamento. O hospital atende pelo menos 13 municípios na região.

Além da interdição, o juiz determina o fornecimento de refeição aos trabalhadores de plantão, o funcionamento no prazo de 30 dias do bloco cirúrgico desativado e a remoção do entulho localizado nos fundos da unidade no prazo de 10 dias.

A decisão inclui ainda, que o Estado adote no prazo de quatro meses providências necessárias à resolução das irregularidades apontadas nos relatórios atualizados dos conselhos e Corpo de Bombeiros, enumeradas na petição, sob pena de interdição da unidade, e pagamento de multa diária no valor de R$ 5 mil.

A diretora do Hospital Distrital de Itaporanga, Iara Maysa, informou que ainda não recebeu nenhuma notificação da 2ª Vara de Justiça de Itaporanga, nem teve acesso ao relatório do juiz Antônio Eugênio. Ela informou que as atividades da unidade de saúde estão acontecendo normalmente e que só vai se pronunciar mais sobre o caso quando tiver acesso às irregularidades apontadas na decisão.