Vida Urbana

Aluna da UFPB é premiada em congresso internacional nos EUA

Isabela Jerônimo Bezerra do Ó recebeu prêmio de "Melhor Poster" da Sociedade Internacional de Biologia Molecular e Evolução.




Reprodução
Reprodução
Aluna de Ciências Biológicas da UFPB, Isabela do Ó se destacou com sua pesquisa em Congresso Insternacionalmente

Um estudo voltado à origem da vida e desenvolvido pela estudante Isabela Jerônimo Bezerra do Ó, do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), recebeu o prêmio de “Melhor Poster” da Sociedade Internacional de Biologia Molecular e Evolução, em congresso que aconteceu em julho deste ano, em Austin, Texas, nos Estados Unidos. Cientistas e pesquisadores de 25 países participaram do evento onde foram apresentados 200 trabalhos relacionados a essa área do conhecimento.

No seu trabalho intitulado de “Reconstrução Estrutural do Metabolismo do Carbono Anterior ao Último Ancestral Universal Comum”, Isabela do Ó, procura elucidar pontos sobre o início da vida, aprofundando-se na capacidade interdisciplinar dos cientistas, levando-os a responder outras perguntas que não são somente de responsabilidade dos biólogos, mas também dos químicos e físicos que se debruçam sobre a questão, sobretudo, no que diz respeito à termodinâmica, contribuindo para o entendimento de questões relacionadas à diversidade, evolução, genética, bioquímica e à biofísica.

Segundo Isabela, “entender a origem do metabolismo é crucial para entender a origem da vida. A pergunta de como surgiu a vida é provavelmente uma das mais antigas da humanidade. Além da relevância histórica e filosófica, a tentativa de elucidar pontos sobre o início da vida, permite um aprofundamento na capacidade interdisciplinar dos cientistas o que termina levando-os a responder outras perguntas. Outra boa razão para estudar a origem da vida é o fato de ser um dos alicerces para entender diversas outras questões que envolvem diversidade, evolução, genética, bioquímica e biofísica”.

Orientanda do professor associado I, Sávio Torres de Farias, do Departamento de Biologia Molecular do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) da UFPB desde de o final de 2015, Isabela do Ó participava do Programa de Bolsa de Iniciação Científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (PIBIC/CNPq), quando desenvolveu sua pesquisa sobre metabolismo.