Vida Urbana


Sentença de réus condenados por homicídio qualificado é mantida

Crime aconteceu no dia 10 de janeiro de 2015 em um bar de Patos.




Dois condenados por um homícidio em Patos tiveram uma sentença expedida pelo Juízo da primeira Vara da Comarca da cidade mantida pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB). José Evaldo Augustinho do Sacramento e Thalys Lino Pereira da Silva tiveram as penas de 33 anos e 38 anos de reclusão, respectivamente.
 
Eles são acusados pelo homicídio qualificado de Ana Paula Araújo Sacramento e Gilcinar Lira Macedo.  O crime ocorreu no dia 10 de janeiro de 2015 em um bar na cidade de Patos, com vários disparos de arma de fogo.
 
Os réus foram considerados culpados pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri. Thalys Lino Pereira é acusado pelo Ministério Público como o autor da morte do casal.
 
Ana Paula Sacramento era casada com José Evaldo, quando teria iniciado um relacionamento amoroso com a outra vítima Gilcinar. Inconformado com a traição, José Evaldo teria contratado Thalys por R$ 2 mil para assassinar as vítimas.
 
Os acusados foram levados a Júri Popular e julgados como culpados pela prática do homicídio qualificado, mas recorreram da decisão, pedindo a nulidade do julgamento. Com a nova decisão, a Câmara mantém a sentença anterior.