Vida Urbana


'Gatos' de energia registrados em 2017 seriam suficientes para abastecer João Pessoa por 1 mês

Perdas chegam a quase 40 GWh; no primeiro semestre, foram mais de 7.500 ligaçõe clandestinas flagradas.




As ligações clandestinas de energia elétrica flagradas nos seis primeiros meses de 2017 na Paraíba seriam suficiente para abastecer toda a cidade de João Pessoa por mais de um mês. O dado foi divulgado nesta segunda-feira (31) pela Energisa, concessionária responsável pelo abastecimento do estado.

De acordo com a empresa, no primeiro semtestre de 2017, as perdas chegaram ao valor de, aproximadamente, 40 GWh. Para combater a prática criminosa, a Energisa realizou, durante o período, ações de combate às perdas em toda a Paraíba, identificando e regularizando mais de 7500 “gatos”.

Conforme a Energisa, em 2017, 30 pessoas acusadas de furto de energia foram presas em todo o estado. A maioria envolveu comerciantes e empresários. O furto de energia é crime previsto no Código Penal (Art.155) com pena prevista de até oito anos de cadeia.

Ainda segundo a Energisa, a prática traz prejuízos não só para a distribuidora de energia, que chega a ter um déficit de R$ 78 milhões no seu faturamento anual, mas também para o estado da Paraíba, que deixa de arrecadar 19 milhões em ICMS. A concessionária ressalta também que o consumidor é prejudicado com a prática, pois parte do valor roubado é acrescido na fatura mensal, além da qualidade do fornecimento de energia ser prejudicada.