Vida Urbana


Albergado morre após passar mal em cadeia pública de Ingá

Polícia Civil trabalha com hipótese de que a vítima tenha sofrido um infarto fulminante, mas não descarta outras causas de morte.




 Um albergado de 68 anos morreu após se sentir mal durante a madrugada deste sábado (29), na cadeia pública de Ingá, no Agreste paraibano. Inicialmente, a Polícia Civil trabalha com hipótese de que a vítima tenha sofrido um infarto fulminante, mas não descarta outras causas de morte.

De acordo com a Polícia Civil de Ingá, o albergado foi ao banheiro da cela e, quando retornava para a cama, se sentiu mal e caiu no chão. Os outros detentos que estavam com ele pediram ajuda aos agentes penitenciários, mas o idoso não resistiu e morreu antes da chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, o idoso de 68 anos cumpria pena por aliciamento de menores e estava em regime de albergue. O corpo do idoso foi periciado ainda na madrugada e encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) em Guarabira, onde vai passar por exames para detectar a causa da morte. Os resultados devem sair num prazo máximo de 30 dias.