Vida Urbana

Mãe de recém-nascido encontrado em cemitério é identificada em Campina Grande

Mulher confessou o abandono do bebê e disse que escondia a gravidez dos familiares.




A mãe do recém-nascido encontrado dentro de um saco de lixo em um cemitério em Campina Grande na madrugada do último sábado (22) foi identificada, após o trabalho de investigação realizado pela Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância e Juventude. A mulher tem 25 anos de idade e confessou o abandono do bebê. Ela também revelou que escondia a gravidez dos familiares.

De acordo informação da Polícia Civil, a identificação da mulher foi possível devido ao trabalho de análise em imagens gravadas por câmeras de segurança de um estabelecimento comercial, próximo do cemitério onde o recém-nascido foi abandonado.
 
Durante o depoimento, a mãe do recém-nascido disse que abandonou o bebê por medo de ser colocada para fora de casa. Ela também confirmou que escondia a gravidez dos familiares e que nos últimos quatro meses estava isolada em um quarto.
 
Ainda de acordo com a Polícia Civil, exames periciais para constatação da gravidez da mãe foram solicitados, incluindo, o corpo de delito do bebê e a coleta de material biológico para análise genética.
 
Saída da UTI
 
Segundo o diretor do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), Antônio Henrique, o bebê  já recebeu alta da UTI neonatal e foi transferido para o berçário intermediário, onde segue em tratamento com antibióticos e aguarda o resultado de exames. 
 
O estado de saúde do recém-nascido é considerado estável, mas ainda não há previsão de alta do ISEA. O diretor também revelou que os familiares do bebê já procuraram a unidade, mas por questões jurídicas o recém-nascido permanece sobre os cuidados médicos.
 
(Atualizada às 10h38)