Vida Urbana


Inflação na Região Metropolitana de JP é a menor desde dezembro de 2006

Segundo Fecomércio, em junho, foi registrado uma leve inflação de 0,02%.




Reprodução/TV Paraíba
Reprodução/TV Paraíba
Os gastos com alimentos e combustíveis foram os que tiveram a maior queda nos preços o que puxou para baixo a inflação

A inflação na Região Metropolitana de João Pessoa é a menor desde dezembro de 2006. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da região se menteve praticamente estável no mês de junho de 2017 na comparação com o mês anterior. O estudo encontrou uma leve inflação de 0,02%.

Com este resultado, a inflação acumulada no ano ficou em 1,28% enquanto que, nos últimos doze meses, a taxa acumulada atingiu o patamar de 3,06%, a menor desde dezembro de 2006. A queda nos preços dos alimentos e nos combustíveis foram os principais fatores para a queda da inflação em junho.

A diminuição dos preços dos alimentos foi influenciada, principalmente, pelos produtos adquiridos para o consumo doméstico, que ficaram 0,57% mais baratos, com destaque para tubérculos e raízes (-9,63%), legumes e verduras (-4,53%), frutas (-4,09%), leite e derivados (-1,01%) e carnes industrializadas (-0,97%). Influenciando nos gastos com transporte, os combustíveis tiveram uma queda nos preços de 2,51% em junho.

Por outro lado, os gastos com Habitação (0,38%) e Saúde e Higiene Pessoal (0,33%) foram os que registraram as maiores altas. O aumento no grupo Habitação foi reflexo das majorações verificadas nos preços de móveis e artigos domésticos (1,59%) e manutenção do lar (1,08%). Neste último, destacaram-se os reajustes em materiais de construção (1,90%) e materiais hidráulicos (0,32%). E a alta registrada pelo grupo Saúde e Higiene Pessoal foi em decorrência dos aumentos nos preços de produtos para cabelos (2,23%), plano de saúde (1,68%) e medicamentos (0,87%).

Para o cálculo do IPC são analisados 10.500 preços de 1.040 produtos e serviços, coletados em 380 estabelecimentos na RMJP. O indicador tenta refletir o custo de vida das famílias com rendimentos de até 15 salários mínimos mensais. Os produtos e serviços que integram o IPC possuem os seus respectivos pesos de acordo com cada Grupo.

A Região Metropolitana de João Pessoa é composta pelos municípios de João Pessoa, Santa Rita, Bayeux, Cabedelo, Pedras de Fogo, Conde, Rio Tinto, Caaporã, Alhandra, Pitimbu, Cruz do Espírito Santo e Lucena.