Vida Urbana


Governo Temer aumenta impostos e litro da gasolina pode subir até R$ 0,41

PIS/Cofins incidente sobre a gasolina vai dobrar, passando de R$ 0,38 por litro para R$ 0,79 por litro.




Os ministérios da Fazenda e do Planejamento divulgaram, nesta quinta-feira (20), nota informando que o PIS/Cofins incidente sobre a gasolina vai dobrar, passando de R$ 0,38 por litro para R$ 0,79 por litro. Com isso, o litro do combustível pode ficar até R$ 0,41 mais caro nas bombas.

Os aumentos passam a vigorar nesta sexta-feira (21), quando as alíquotas serão publicadas no Diário Oficial da União.

>>> Quarenta e dois postos de combustível baixam o preço da gasolina em João Pessoa

Também vai sofrer aumento o PIS/Confins pago pelo distribuidor de etanol, que vai passar de nulo para R$ 0,19. Já a alíquota cobrada pelo litro do diesel passa de R$ 0,24 para R$ 0,46, o que pode gerar um aumento de R$ 0,21/litro para o consumidor final.

Segundo o governo, a medida deve arrecadar R$ 10,4 bilhões neste ano. O aumento foi selado durante um almoço entre os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento) e o presidente Michel Temer.

"Houve queda de arrecadação, pelo resultado das empresas e pelo setor financeiro", justificou Meirelles ao jornal Folha de São Paulo, acrescentando que o aumento do imposto é uma "medida de ajuste".