Vida Urbana


Uruguaios fazem longas filas para comprar maconha nas farmácias

País deu início à venda do produto nesta quarta-feira (19).   




Desde o início do dia, centenas de pessoas de várias idades fizeram longas filas para adquirir maconha para uso recreativo nas farmácias do Uruguai, que deu início à venda do produto nesta quarta-feira (19).

Nem mesmo o clima de inverno deteve os consumidores, que aguardavam por este dia desde que o governo uruguaio aprovou a lei que legalizou a produção e venda da maconha com fins recreativos. Em uma das farmácias situadas no centro de Montevidéu, a fila ocupava metade do quarteirão.

Apesar da demora e do frio, a cada vez que uma pessoa saía do local com o seu pacote de cinco gramas de Cannabis, máximo permitido, as outras se alegravam e as cumprimentavam. A alegria não estava somente entre os que faziam a fila, já que muitos dos carros que passavam pelo local buzinavam para os compradores da maconha.

Identidade

O processo de venda começa com a identificação do consumidor por um sistema de biometria, de modo a conferir se o usuário está habilitado para comprar. Isso trouxe alguns problemas, já que em certos momentos o sistema caiu ou não reconheceu o usuário, que teve de voltar para casa sem o produto. Algumas pessoas, inclusive, tiveram que voltar aos Correios, onde é feito o registro dos interessados, para se inscreverem novamente como consumidores.