Vida Urbana

Aulas voltam na UEPB, mas calendário só deve ser regularizado em 2021

Estudantes da UEPB ainda terão que concluir o calendário de 2016. 




Reprodução
Reprodução
Períodos de recesso serão compactados, segundo o Pró-Reitor

Após três meses de greve as aulas na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) foram retomadas nesta segunda-feira (17), mas o calendário acadêmico da instituição só deve ser regularizado apenas em 2021, caso não haja mais nenhuma greve ou paralisação na instituição.A informação é do Pró-Reitor de Graduação Prof. Dr. Eli Brandão da Silva.

De acordo com o Pró-Reitor, o semestre 2016.2 deve acabar no dia 7 de agosto e só depois disso é que deve começar o semestre 2017.1. A proposta do novo calendário acadêmico deve ser entregue ao Reitor da instituição ainda esta semana. 

Segundo Eli Brandão quando a greve começou faltavam 23 dias para encerrar o período 2016.2, que serão cumpridos e após isso ainda haverá uma semana para a realização de provas finais e reposições, só depois é que serão abertas as matrículas on-line para o semestre 2017.1. 

"A Universidade garante que não vai haver compactação de nada, vamos cumprir os 100 dias letivos e toda carga horária deve ser completada nestes 23 dias. Dia 11 de agosto a gente conclui [o semestre atrasado] tem mais uma semana de reposição e provas finais. Em seguida a gente tem a integralização, que é a digitação das notas, e em seguida temos o início das matrículas on-line para dia 21 de agosto já começar", explicou Eli. 

Ainda confome a explicação do professor os períodos de recesso serão compactados, apertando o espaço de tempo para a finalização de um semestre e o início de outro, mas apesar deste esforço, o calendário não se regulariza antes de 2021.

"O que vamos compactar é o período de recesso, apertando aí os processos de finalização dos semestres para ininciar o outro. A cada semerstre a gente consegue ganhar em torno de 20 ou 30 dias no máximo, mas a gente não consegue antes de 2021 regularizar o calendário", finalizou o professor. 

Os professores susbstitutos também devem voltar para terminar o semestre 2016.2. 

Fim da Greve

Os professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), decidiram durante assembleia geral realizada no último dia 13 suspender a greve iniciada há três meses na instituição. Por 58 votos favoráveis a suspensão e 16 contra, a assembleia reuniu professores e membros da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (ADUEPB), que discutiram durante quase duas horas a situação do movimento. O debate sobre a greve aconteceu no auditório de Psicologia da UEPB.