Vida Urbana

Casarões do Centro Histórico de JP serão revitalizados

Prefeito autorizou início das obras que contempla 17 moradias e seis comércios.




Angélica Nunes
Angélica Nunes
Casarões serão transformados em 17 apartamentos para moradia. Foto: Angélica Nunes

Os antigos casarões da rua João Suassuna, no bairro do Varadouro, Centro Histórico de João Pessoa, serão revitalizados e transformados em espaço de moradia e comércio. O prefeito Luciano Cartaxo (PSD) autorizou nesta quarta-feira (12), em solenidade no Hotel Globo, o início das obras do projeto Villa Sanhauá, anteriomente chamado de projeto Moradouro. "Estamos tirando do papel uma proposta que foi apresentada 14 anos atrás", destacou Cartaxo. 

Orçado em R$ 4,2 milhões, com recursos próprios da prefeitura da capital, a obra irá transformar os oito casarões em 17 unidades habitacionais e seis comerciais, além de passar abrigar um órgão público da administração municipal. As unidades vão de 40 a 73 metros quadrados.

As obras serão realizadas pela Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Habitação Social (Semhab), e a expectativa do prefeito é que o empreendimento seja entregue em um ano.

A secretária Socorro Gadelha disse que um edital deverá ser aberto nos próximos dias. Inicialmente, quando era projeto Moradouro, os imóveis se destinavam prioritariamente para artistas. “Prioritamente serão contempladas as pessoas que querem morar no Centro. Vamos nos reunir para fazer uma avaliação sobre como será o processo”, afirmou.

Por se tratar de uma área histórica da terceira cidade capital mais antiga do País, todo o projeto foi analisado e autorizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional e Cultural Nacional (Iphan) e Estadual (Iphaep), pela Cagepa e pela Energisa, e respeita todas as normatizações técnicas. Para desburocratizar o trâmite, a área foi transformada em Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS), em outubro do ano passado, passando a ter uma tratamento diferenciado e prioritário na implementação de diversas políticas.

“A Prefeitura Municipal de João Pessoa tem promovido uma verdadeira revolução no Centro Histórico de nossa cidade, trazendo vida novamente a estes locais e fazendo com que a população reconheça a importância histórica deles. Estas obras junto a outras como do próprio Hotel Globo, Novo Parque da Lagoa, Praça da Independência, Praça da Pedra, Casa da Pólvora e Galeria Augusto dos Anjos, permitem a valorização e manutenção da história destes imóveis e estimulam o uso consciente e sustentável, mas também comercial”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

 

Há 14 anos prefeitura tenta desbucratizar processo para dar utilidade aos casarões. Foto: Rizemberg Felipe

 

Sobre os casarões

Os casarões estão localizados na região considerada o nascedouro da cidade, próximo ao Porto do Capim, por onde chegavam as mercadorias e são um problema antigo na região, devido ao risco de desabamento. Em junho de 2015, inclusive, a prefeitura até realizou inscrições para interessados nos apartamentos, mas o projeto de revitalização não caminhou.

Ainda segundo a secretariade habitação, como se trata de um projeto de intervenção em áreas de interesse histórico, foi necessária a realização de pesquisa arqueológica, o que já foi feito e submetido ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que por meio do parecer 23/2014 foi considerado aprovado.