Vida Urbana


Número de mortos nas rodovias federais da PB cai 20%

Apesar da redução, os casos envolvendo feridos aumentaram em 6%.




O número de mortes por acidentes nas rodovias federais da Paraíba teve uma redução de 20% durante o primeiro semestre de 2017, comparado ao mesmo período do ano anterior. Em 2017, 63 pessoas morreram vítimas de acidentes, enquanto que em 2016 o número registrado foi de 78 mortos. 
 
Os dados são da própria Polícia Rodoviária Federal (PRF), que revelam ainda, o registro de 50% das mortes no trecho dos primeiros 40 quilômetros da rodovia BR-230, entre os municípios de Cabedelo e João Pessoa. Os outros casos ocorreram em trechos da BR-230, que liga Campina Grande ao Sertão e nas rodovias das BRs-101 e 104, que cortam o estado.
 
Apesar da redução no número de mortes, os casos envolvendo feridos aumentaram em 6%, durante o mesmo período. Em 2017, o número de pessoas feriadas foi de 943, enquanto que em 2016 o número registrado foi de 852.
 
As principais causas de acidentes, segundo a PRF, são por falta de atenção dos condutores, alta velocidade, ultrapassagem em locais proibidos e direção sob efeito de álcool. 
 
De acordo com o inspetor da PRF, Éder Rommel, a redução dos números por mortes se deve a mudança do comportamento do condutor e também devido o reforço da fiscalização nos trechos da rodovia. Mesmo assim, o inspetor ainda ressalta a necessidade de consciência dos condutores em respeito aos limites e a legislação de trânsito.
 
Número de acidentes
 
O número geral de acidentes nas rodovias federais também registrou redução durante o primeiro semestre, que corresponde ao total de 3%. Em 2017, foram registradas 943 ocorrências, 31 a menos que em 2016, quando foram contabilizadas 974 registros.