Vida Urbana


Bebê de paraibana baleada no RJ continua internado em estado grave

Arthur foi atingido por uma bala perdida quando ainda estava no útero da mãe.




O bebê Arthur, filho da paraibana Claudinéia dos Santos Melo, de 29 anos, baleada com o filho no útero no Rio de Janeiro permanece internado em estado grave, mas estável, afirma o boletim médico divulgado pela Secretaria de Saúde de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (7). Os médicos responsáveis pelo tratamento de Arthr afirmaram, durante entrevista coletiva, que o bebê "é um guerreiro".

A equipe médica do hospital Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, junto com o secretário de Saúde do estado do Rio de Janeiro, Luiz Antônio Teixeira Júnior, falaram das opções de tratamento para o menino. Os médicos explicaram que fizeram uma laminectomia no bebê. O procedimento é um tipo de cirurgia de coluna usada para aliviar a compressão da coluna vertebral.

Sobre as possibilidades da criança ficar paraplégica, os médicos preferem não fazer previsões. "É muito cedo para fazer qualquer tipo de qualquer prognóstico. É um quadro que necessita de acompanhamento prolongado", destacou o médico Eduardo de Macedo Soares, coordenador médico da UTI neonatal.

Os médicos destacaram que a criança segue lutando, apesar do forte trauma. Arthur já está recebendo visitas do pai e da mãe. "Ele está tendo a evolução esperada. É um bebê forte, que sobreviveu a um tiro intrauterino. Ele sobreviveu a um tiro e só por isso já é um campeão, é um guerreiro. A evolução está sendo satisfatória", ressaltou Soares.