Vida Urbana

Atendimento por queimaduras cresce 17% no Trauma de CG

Casos de acidentes com fogueiras e fogos reduziram em 40%.




Divulgação
Divulgação
Estatísticas referente aos atendimentos são da Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital de Trauma de CG

O balanço divulgado pelo Hospital de Urgência e Trauma de Campina Grande referente ao mês de junho, apontou um crescimento de 17% no atendimento a pacientes vítimas de queimaduras durante o período das festividades juninas. O aumento no entanto, não inclui os casos específicos de acidentes com fogueiras juninas e fogos de artifício, que totalizaram uma redução de 40%.
 
Os dados revelam também que entre as vítimas atendidas, os adultos são os que mais sofrem pela situação. 
 
As estatísticas referente aos atendimentos são da Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital e segundo a assessoria de imprensa, em junho deste ano foram registrados 94 atendimentos. Desse total, 25 foram casos de pessoas com ferimentos causados por fogos e fogueiras juninas. Entre essas vítimas de fogos e fogueiras foram 10 crianças e adolescentes até 14 anos e os outros 15 foram adultos. 
 
Já no mês de junho do ano passado, a unidade de queimados atendeu 80 pacientes vítimas de queimaduras em geral. Entre estes, 42 pacientes foram vítimas de ferimentos causados por fogos e fogueiras juninas, sendo 13 crianças e adolescente até 14 anos e outros 29 adultos.