Vida Urbana


Vendas do 26º Salão de Artesanato da PB chegam a mais de R$ 800 mil

Mais de 70 mil pessoas visitaram evento neste ano.




Divulgação/Secom-PB
Divulgação/Secom-PB

 As vendas da 26ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba chegaram a R$ 839.969, com 51.943 produtos vendidos. O evento, realizado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria do Turismo e Desenvolvimento Econômico/Programa do Artesanato da Paraíba, ocorreu de 18 de junho até o dia 2 de julho, em Campina Grande. A edição homenageou a transposição do rio São Francisco, com o tema “Das águas que renovam a esperança nasce o desenvolvimento”.

De acordo com a coordenação do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), entre as tipologias mais vendidas estão: habilidades manuais (R$ 177.890), fios (R$ 143.405) e madeira (R$ 92.095). Outro destaque de vendas ficou por conta da gastronomia, que levou o melhor da culinária regional aos mais de 70 mil visitantes que passaram pelo Salão. Ao todo, foram comercializados em comidas típicas R$ 90.980.

A coordenadora do PAP, Lu Maia, disse que os números representam a importância do Salão de Artesanato da Paraíba. “São números que expressam muito bem o caráter desse evento: fortalecer a cultura popular e desenvolver a economia do Estado. Além disso, o Salão é uma vitrine para o artesão que, sem dúvida alguma, tem recebido o reconhecimento merecido do Governo do Estado”, afirmou.

Para a realização do evento, o Governo do Estado firmou parcerias com vários órgãos, a exemplo do Procon-PB, Empreender-PB e Banco do Brasil. “Além de todas essas parcerias, contamos ainda com diversos voluntários, incluindo aí os nossos artesãos que, com suas habilidades, auxiliaram na divulgação do evento”, acrescentou Lu Maia.

Balanço 

Com um público visitante de mais de 70 mil pessoas durante os 15 dias da 26ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba e mais de 51,9 mil produtos vendidos, a coordenadora do Programa do Artesanato da Paraíba é enfática ao afirmar o sucesso do evento. “Participaram mais de 330 artesãos, representando 80 cidades do Estado, contemplando todas as regiões”, pontuou Lu Maia.

A coordenadora do PAP ressaltou, ainda, as encomendas que os artesãos receberam. “O Salão de Artesanato gera resultados que vão muito além do período em que é realizado. As encomendas foram muito significativas. São pessoas que não apenas compram o artesanato da Paraíba, mas que também divulgam as potencialidades desse produto”, destacou.

Cultura regional

O 26º Salão de Artesanato da Paraíba foi palco da mais autêntica cultura popular. O público que visitou o evento pôde contar com várias atrações culturais: teatro de bonecos, danças folclóricas e o melhor do forró pé de serra. “Paralelamente ao lado econômico, também tem o fortalecimento das nossas raízes, da nossa cultura. O reconhecimento do Governo do Estado nesse sentido se fortalece a cada edição do evento”, acrescentou Lu Maia.

Entre as atrações que animaram a 26ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba, estão: Jeito Nordestino, Dupan, Alexandre Pé de Serra, Dário Eustáquio da Silva, Grupo Flor do Lírio e Chagas Fernandes.