Vida Urbana


Meninos entre 11 e 15 anos começam a ser vacinados contra HPV em João Pessoa

Etapa amplia faixa etária anterior, que vacinava meninos entre 12 e 13 anos.




A Prefeitura de João Pessoa anunciou nesta quarta-feira (21) que começou a vacinar meninos de idades entre 11 e menores de 15 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias), contra o papiloma vírus humano, o HPV. A vacina está disponível nas Unidades de Saúde da Família (USFs) e no Centro Municipal de Imunização (antigo Lactário da Torre), que funciona na Avenida Rui Barbosa, S/N, Torre.

A vacina contra o HPV para os meninos passou a ser disponibilizada no Sistema Único de Saúde (SUS) em janeiro deste ano, contemplando os meninos de 12 até 13 anos. Até o ano passado, era feita apenas em meninas.

De acordo com o Ministério da Saúde, a ampliação da faixa etária tem como objetivo aumentar a cobertura vacinal nos adolescentes do sexo masculino. Conforme a pasta, 144,6 mil adolescentes do sexo masculino estão aptos a receber a vacina.  A meta é imunizar 80% desse público, o que representa cerca de 115 mil jovens. O total de meninas no estado que fazem parte do público-alvo é 241 mil de crianças e jovens do sexo feminino com idade entre 9 e 15 anos, sendo que a meta também é 80%, correspondendo a 193 mil meninas. Desde o início da vacinação, em 2014, foram enviados 508 mil doses ao estado para imunização contra HPV.

“É importante entender que a vacinação é uma forma de proteger o menino dos riscos causados pelo vírus antes mesmo do início da vida sexual, ou seja, antes do contato com o vírus. Para isso precisamos do apoio dos pais e responsáveis para que levem seus filhos até as salas de vacinação e dessa forma contribuam para fechar o ciclo de circulação do vírus e reduzir a incidência do HPV”, explica a chefe da seção de imunização da SMS, Chiara Dantas.

O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. A vacina confere proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia para quem segue corretamente o esquema vacinal.

Esquema vacinal

Meninos e meninas devem tomar duas doses da vacina HPV, com intervalo de seis meses entre elas. Para as pessoas que vivem com HIV, a faixa etária é mais ampla (9 a 26 anos) e o esquema vacinal é de três doses (intervalo de 0, 2 e 6 meses).

Para os meninos, a estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. Os cânceres de garganta e de boca são o 6º tipo de câncer no mundo, com 400 mil casos ao ano e 230 mil mortes. Além disso, mais de 90% dos casos de câncer anal e orofaringe são atribuíveis à infecção pelo HPV.

Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra o câncer de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus.